10 Benefícios do Orégano


Pense em orégano e muito provavelmente o que virá à sua cabeça é o tempero espalhado sobre uma deliciosa pizza de mussarela.

Apesar de ser mais conhecido por nós brasileiros na forma desidratada, o orégano também pode ser encontrado como folhas frescas e também como óleo, esse último utilizado até como cosmético. Mas você sabe para que serve o orégano?

O orégano seco carrega uma boa parte das propriedades do orégano in natura, mas a planta fresca e seu óleo concentram a maioria dos benefícios do orégano para boa forma e saúde. Tanto o orégano seco quanto as folhas frescas da erva possuem óleos voláteis com propriedades diuréticas, antibacterianas, expectorantes, antioxidantes, entre outras, como veremos logo mais.

Propriedades do orégano

De origem mediterrânea, o orégano é uma excelente fonte de vitaminas e minerais, além de compostos que permitem seu uso como planta medicinal. Principais ingredientes do orégano:

  • Polifenóis: de 60 a 80% do óleo de orégano é composto de carvacrol, enquanto outros 5% são formados pelo timol, dois polifenóis que conferem ao orégano características antissépticas, anti-inflamatórias e contribuem para a perda de peso;
  • Terpeno, pineno, borneol, linalol e terpineno: óleos essenciais com propriedades antivirais, anti-inflamatórias, antissépticas e anestésicas;
  • Vitaminas: A, C, K e complexo B;
  • Minerais: zinco, magnésio, cálcio, ferro, manganês, cobre e potássio;
  • Ômega 3.

Veja abaixo os 10 principais benefícios do orégano para boa forma e saúde. Descubra para que serve esse nosso tempero tão conhecido.

Ajuda a perder peso

Imaginar que o orégano emagrece pode parecer um pouco difícil quando estamos acostumados a associar o tempero a um prato tão calórico como a pizza, mas a verdade é que o óleo de orégano auxilia na perda de peso. Essa propriedade do orégano se deve à presença do carvacrol, o composto ativo do orégano que pode prevenir ganho de peso através da modulação de alguns genes e da redução da inflamação no tecido adiposo branco.

Em um estudo publicado em 2012 no “The Journal of Nutritional Biochemistry”, pesquisadores induziram a obesidade em ratos através de uma dieta com alto teor de gordura. Ratos que não receberam carvacrol tornaram-se obesos muito rapidamente graças à dieta hipercalórica. Já ratos que receberam o composto carvacrol em conjunto com a dieta ganharam significativamente menos peso e também apresentaram taxas menores de colesterol e triglicérides. Após análise da função genética, notou-se que os genes envolvidos na formação de novas células de gordura foram suprimidos devido ao uso do carvacrol.

O óleo de orégano também pode ajudar a emagrecer de maneira indireta, reduzindo o apetite. Isso ocorre porque o óleo possui digestão mais lenta que os carboidratos e proteínas, retardando a absorção dos alimentos e prolongando a sensação de saciedade.

Vale lembrar ainda que as folhas frescas de orégano são ricas em fibras, que melhoram o funcionamento intestinal e também prolongam a sensação de saciedade.

 

 

Fonte: www.mundoboaforma.com.br