A importância do café da manhã


Ele é esquecido e ignorado por muitos, mas para a ciência da nutrição deveria ser reverenciado por todos.

O café da manhã é a refeição mais importante do dia, não só por ser um desjejum, mas também por sua relação com a saúde do corpo, a manutenção do peso ideal e o equilíbrio de tudo o que será consumido no resto do dia.

Essa etapa da alimentação está diretamente ligada à reconstituição das reservas de energia utilizadas após um longo período de jejum noturno (8 a 12 horas). É no café da manhã que as funções do aparelho digestivo são reestabelecidas, etapa essencial para acelerar o metabolismo no resto do dia e até para evitar doenças nesses órgãos. Quando não se faz a primeira refeição do dia, o corpo passa a utilizar nutrientes e fontes internas de energia, alterando todo o seu funcionamento, alterando inclusive algumas funções do cérebro. Pessoas habituadas à refeição matinal têm melhor desempenho em testes de memória e na resolução de problemas.

O café da manhã também tem relação com a manutenção do peso ideal (e até com a perda de peso). Ao contrário do que muita gente pensa, pulá-lo não emagrece. Pelo contrário: só fará com que o corpo chegue mais faminto e preguiçoso ao almoço. O fracionamento das refeições ao longo do dia, com a inclusão do desjejum, contribui para o metabolismo energético adequado, acelerando a queima calórica.

Para um café da manhã saudável, é necessário ter equilíbrio entre os grupos de alimentos escolhidos, com um aporte de energia e nutrientes (proteínas, carboidratos, vitaminas e minerais). O resultado é uma manhã com mais disposição e um melhor rendimento no trabalho, na escola, nos exercícios e nos afazeres do cotidiano.

O que tem um café da manhã saudável?

1 porção do grupo dos leites
1 porção dos queijos
1 porção das frutas.
1 porção do grupo dos cereais

 

Fonte: www.ativo.com