Romeu e Julieta: um amor antigo na nossa mesa…


A mais bela história de amor de todos os tempos, obra consagrada de William Shakespeare…

esta também na nossa mesa bem diante dos nossos olhos, ou melhor dizendo na nossa boca, Romeu e julieta, goiabada com queijo, de onde surgiu essa sobremesa?
Essa iguaria Brasileiríssima surgiu da combinação de ingredientes tipicamente mineiros, essa combinação não se sabe quem começou mas, o provável é que surgiu nos fartos cafés da tarde onde a mesa era extremamente farta dando oportunidade de combina-los, a goiabada é um doce típico da comida caipira (sul do Brasil) e consumido em quase todo o mundo, foi usado pelos colonos portugueses como substituto para confeccionar a marmelada. Conservar frutas em forma de doce data aos tempos dos romanos. Como a marmelada, a goiabada é feita com consistência bastante firme, composto por goiaba, água e açúcar.
Acompanhada de queijo, em especial o queijo minas, forma o famoso romeu e julieta, tradicional sobremesa brasileira. A combinação de goiabada e queijo deriva de influência búlgara. O doce Romeu e julieta se tornou tão popular quanto o seguinte ditado popular “Mineiro come quieto”, assim vem sendo com esse doce tão simples que vem ganhando diferentes modos de preparos apreciados na alta gastronomia, contando com algumas mudanças de queijo, porém continuando com seu sabor inconfundível.
A goiabada cascão é hoje em minas uma fabricação de alta escala. Ela é fabricada em grande parte do Brasil. Existem também pessoas que fabricam este doce em casa e comercializam. Por ser um doce simples é consumido em todas as classes sociais. Já o queijo no Brasil começou a ser produzidos por portugueses, assim que suas colônias se instalaram em terrenos mineiros; começou com uma tentativa de fazer um queijo tradicional português, mas no lugar de leite de ovelha usaram leite de vaca, dando origem ao queijo minas frescal.
E porque o nome Romeu e Julieta em vez de goiabada com queijo? Um ingrediente é salgado e o outro é doce, super diferentes mas que ao combinar formam um explosão de sabor surpreendente. Assim como Romeu e Julieta que eram diferentes, e por causa dessas diferenças na família eles se aproximaram cada vez mais e os dois juntos fizeram um par perfeito. Dizem que Romeu é o queijo, por ser a parte salgada, e julieta é o doce, como toda mulher feminina. Deixando de lado a origem do doce, o fato é que a combinação ganhou nossos paladares e, por meio da doçaria mineira, se espalhou pelo País.
Fonte: www.marcelolopes.jor.br